Fenatib espera receber 15 mil pessoas em 2019

22º Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens movimenta a cidade entre 3 e 10 de maio.

Foto: Divulgação

O 22º Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens de Blumenau (Fenatib) espera receber aproximadamente 15 mil pessoas nos oito dias de espetáculos. Ao todo, entre os dias 3 e 10 de maio, estão previstas cinco sessões em cada um dos dois auditórios do Teatro Carlos Gomes (TCG). A novidade deste ano é a Mostra Regional de Teatro para Crianças e Jovens, que ocorre no Cine Teatro Edith Gaertner da Fundação Cultura de Blumenau (FCBlu), nos dias 5 e 6 de maio. As vagas são limitadas.

Foto: Divulgação

As escolas interessadas em levar os alunos nas apresentações do 22º Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens de Blumenau (Fenatib) poderão providenciar os agendamentos até o dia 10 de abril. O evento tem patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cidadania e a realização é do Instituto de Artes Integradas (Inarti) e Fundação Cultural.

A novidade neste ano é a Mostra de Teatro para Crianças e Jovens, com espetáculos produzidos por alunos dos cursos em andamento na FCBlu. As escolas e Centros de Educação Infantil (CEIs) receberam por e-mail o regulamento, a ficha de inscrição, a programação e as demais informações do evento. Contatos com a coordenadora técnica do Fenatib, Kátia Cristina Baptista Ribas Gabriel, podem ser feitos pelo fone (47) 3381-6183.

As apresentações noturnas são abertas ao público em geral e não necessitam de agendamento. Para maiores de 10 anos, estão previstas as apresentações das peças 2 Mundos, no dia 3 de maio, e Ogroleto, no dia 7. Interessados devem reservar as cadeiras com antecedência também pelo telefone da FCBlu.

22º Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens de Blumenau (Fenatib)

Promoção: Fundação Cultural de Blumenau e Instituto de Artes Integradas (Inarti)

Quando: 3 a 10 de maio

Site: https://fenatib.com.br

Programação

3 de maio, sexta-feira

Espetáculo: 2 Mundos – Cia. Lumiato Teatro de Formas Animadas (Brasíli/DF)

Autoria: Maria Soledad Garcia

Direção: Alexandre Fávero

Faixa etária: A partir de 10 anos

Horários: 15h e 19h

Duração: 45 minutos

Local: Auditório Heinz Geyer/Teatro Carlos Gomes

Sinopse: Inspirado na colonização da América e dos territórios do mundo todo, o espetáculo conduz o espectador a viajar por um tempo passado que encontra analogias contínuas com o presente. 2 Mundos conta a historia do encontro de duas culturas opostas, onde se revelam os sentimentos e motivações mais profundas da humanidade. Quando no embate das diferenças explode a luta pela vida, a morte de um jovem traz uma nova esperança. O espetáculo convida o espectador a entrar no espaço cênico ampliando a percepção dos sentidos e vivendo de perto a performance dos atores. Sem o uso da palavra, apresenta os ambientes de maneira audiovisual sendo a música fundamental para aprofundar os diferentes sentimentos que atravessam as cenas até chegar a um clima de intimidade com o espectador.

3 de maio, sexta-feira

Espetáculo: O velho lobo do mar – Trip Teatro (Rio do Sul/SC)

Autoria: Willian Sieverdt

Direção: Willian Sieverdt

Faixa etária: A partir de 5 anos

Horários: 9h30, 15h30 e 19h30

Duração: 35 minutos

Local: Auditório Willy Sievert/Teatro Carlos Gomes

Sinopse: Perdido em uma ilha esquecida em algum lugar do Atlântico, seja subindo em um coqueiro atrás de alimento, tentando convencer uma minhoca a ir para o anzol, em busca de um tesouro ou até mesmo fazendo amizade com uma baleia, Charlie mostrará a todos que para tudo na vida há uma saída e que por isso ele é conhecido pelos Sete Mares como “O Velho Lobo do Mar”.

4 de maio, sábado

Espetáculo: Para Contar Estrelas – Grupo Cirandela (Criciúma/SC)

Autoria: O Grupo

Direção: Reveraldo Joaquim e Yonara Marques

Faixa etária: A partir 8 anos

Horários: 10h, 15h30 e 19h30     

Duração: 50 minutos

Local: Auditório Willy Sievert/Teatro Carlos Gomes      

Sinopse: Os Guardadores de Tempo Prócion e Kuiper viajam pelo universo para capturar os mais variados tipos de tempo. Eles obedecem ao Relógio, aquele que dita o Procedimento Padrão. Mas eles se deparam com um tempo diferente, um

novo tempo. Isso muda tudo, transforma, causa mutação. Vão mudar o

procedimento padrão? Vão guardar o tempo ou brincar com o tempo na mão? Vão

obedecer ou fazer revolução? Você guarda o tempo ou o tempo que te guarda?

Você tem tempo “Para Contar Estrelas”?

5 de maio, domingo

Espetáculo: Brincando com Lixo – Cia. Beto Malabares (Gaspar/SC)

Autoria: Roberto Vasselai

Direção: Roberto Vasselai

Faixa etária: A partir de 7 anos

Horários: 10h, 15h30 e 19h30

Duração: 40 minutos

Local: Auditório Willy Sievert/Teatro Carlos Gomes

Sinopse: É um espetáculo de marionetes que remete à arte circense. Os bonecos são feitos com materiais reciclados e se divertem fazendo acrobacias no balanço, demonstração de equilíbrio e malabarismo.

6 de maio, segunda-feira

Espetáculo: Era uma vez um tirano – Cia. Cerne (São João de Meriti/RJ)

Autoria: Ana Maria Machado

Direção: Vinicius Baião

Faixa etária: A partir de 6 anos

Horários: 9h, 15h e 19h30

Duração do Espetáculo: 60 minutos

Local: Auditório Willy Sievert/Teatro Carlos Gomes

Sinopse: Primeira adaptação teatral brasileira de “Era Uma Vez um Tirano” (livro clássico de Ana Maria Machado que completou 35 anos de publicação em 2017), o espetáculo narra a história de um lugar feliz e colorido, não se sabe se é aqui pertinho ou muito longe, cujo povo perde sua liberdade a partir do momento em que um ditador toma o poder. Após um longo tempo cinzento, caracterizado por mandos e desmandos por parte do Tirano, três crianças se conhecem e, com um arco-íris no bolso, uma canção no corpo e uma chuvarada de estrelas, resolvem contagiar a população na tentativa de pôr fim àquele tempo de tristeza. Além de homenagear sua autora, esta montagem pretende fomentar a discussão sobre as possibilidades de um fazer teatral direcionado a crianças e adolescentes que toque, de maneira lúdica, em questões sociais e políticas.

7 de maio, terça-feira

Espetáculo: Ogroleto – Grupo Pavilhão da Magnólia (Fortaleza/CE)

Autoria: Suzanne Lebeau

Direção: Miguel Vellhinho

Faixa etária: A partir 10 anos

Horários: 9h, 15h e 19h30

Duração do Espetáculo: 60 minutos

Local: Auditório Heinz Geyer/Teatro Carlos Gomes

Sinopse: Uma criança descobre que não é igual às outras. E tem que aprender aceitar e lidar com essa diferença. Com a dificuldade de adaptação, surgem sentimentos de inadequação e frustração que envolvem a descoberta.

Esse é o contexto de Ogroleto, de Suzanne Lebeau, uma obra que dialoga com questões contemporâneas do mundo das crianças e adultos possibilitando novas discussões acerca da cultura da infância, sua subjetividade, estética e poética.

8 de maio, quarta-feira

Espetáculo: Chapeuzinho Vermelho – O Trem – Companhia de Teatro (Belo Horizonte/MG)

Autoria: Livia Gaudencio

Direção: Livia Gaudencio

Faixa Etária: A partir 3 anos

Horários: 9h, 15h e 19h

Duração do espetáculo: 60 minutos

Local: Auditório Heinz Geyer/Teatro Carlos Gomes

Sinopse: A montagem de “Chapeuzinho Vermelho” faz uma releitura da clássica história da menina que vai pela floresta levar doces para a avó e acaba se encontrando com um lobo mau. Nesta versão, os atores da trupe apresentam o ponto de vista de cada um dos personagens – afinal, todos querem sair de inocente ou herói desta história. Com músicas e muita criatividade, os atores vão se revezando em todos os papéis. Sem perder a musicalidade, o humor e a criatividade, a versão deste clássico da literatura mundial traz temas e discussões da contemporaneidade.

8 de maio, quarta-feira

Espetáculo: Carlos Felipe em apuros – Namakaca (São Paulo/SP)     

Autoria: CafiOtta

Direção: Grupo Namakaca

Faixa Etária: A partir 4 anos

Horários: 9h30, 15h30 e 19h30

Duração: 50 minutos

Local: Auditório Willy Sievert/Teatro Carlos Gomes

Sinopse: Carlos Felipe é um homem elegante, educado e fino. Sua vida segue aparentemente em equilíbrio, mas seu universo é repleto de pequenos problemas. A partir daí técnicas de equilibrismo, malabares e palhaço são usadas para que Carlos Felipe e a plateia divirtam-se sem parar. Um espetáculo simples, quase sem texto, baseado na relação entre o artista, o público e o espaço a sua volta.

9 de maio, quinta-feira

Espetáculo: O pequeno príncipe – O Dromedário Loquaz (Florianópolis/SC)

Autoria: Adaptação de Sulanger Bavaresco

Direção: Sulanger Bavaresco

Faixa etária: A partir 5 anos

Horários: 9h, 15h e 19h30

Duração: 75 minutos

Local: Auditório Heinz Geyer/Teatro Carlos Gomes

Sinopse: A história da peça se passa no deserto do Saara onde um piloto de avião é obrigado a fazer um pouso de emergência. Lá ele conhece o Pequeno Príncipe, um garotinho que vem de um planeta bem pequeno, distante e muito diferente do nosso. Em uma viagem em busca de novos amigos o menino encontra personagens plenos de simbolismo: o rei, o vaidoso, o homem de negócios, o geógrafo, o acendedor de lampiões, a serpente e a raposa, entre outros. Ao longo de sua jornada, o Pequeno Príncipe consegue descobrir o segredo do que é realmente importante na vida.

10 de maio, Sexta-feira

Espetáculo: O gato malhado e a andorinha Sinhá – Cia. de Teatro Sala 3 (Goiânia/GO)

Autoria: Altair de Sousa

Direção: Altair de Sousa

Faixa etária: A partir 4 anos

Horários: 9h, 15h e 19h30

Duração: 50 minutos

Local: Auditório Heinz Geyer/Teatro Carlos Gomes                

Sinopse: Uma fábula que narra à história de transformação das criaturas sob a influência do amor, num desenrolar de declarações que permeiam as quatro estações. Gato e andorinha, espécies que originalmente vivem em descompasso, apaixonam-se e degustam de uma melodia que aos poucos é interferida pelos ruídos do restante da população que vive no parque. Um amor impossível, assistido de perto pelo preconceito dos outros animais, que trazem impressos em si um retrato sócio-político da sociedade em que estamos inseridos. Um amor que percorre todas as estações do ano, nos quais sobram apenas as lembranças e uma pétala de rosa vermelha que marca para sempre o coração do apaixonado Gato Malhado. “Gato e Andorinha estarão sempre juntos no momento em que acontecer em nós uma História de Amor.”

Patrocínio: Ministério da Cidadania

Apoio cultural: Lei de Incentivo à Cultura, WK Sistemas, Tarpan, Blu Bordados, Cromix, Printset, Karsten, e Teatro Carlos Gomes

Realização: Instituto de Artes de Blumenau (Inarti) e Fundação Cultural – Prefeitura Municipal de Blumenau

Co-patrocínio: Banco Bradesco, Cooperativa de Produção e Abastecimento do Vale do Itajaí (Cooper), 43 S/A Gráfica e Editora, Benner Tecnologia e Sistemas de Saúde Ltda, FW Indústria e Comércio de Produtos de Higiene Ltda, Giassi, Sênior, Cia. Hemmer Indústria e Comércio, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Agrosul Catarinense Ltda, Cartronduck, Altona e Faema

Mostra Regional de Teatro para Crianças e Jovens

5 de maio, domingo

Espetáculo: Ozônio & Clássicos do Teatro – Cia. Arteatroz (Blumenau /SC)

Autoria: Coletiva

Direção: Giba de Oliveira

Faixa Etária: A partir de 10 anos

Horário: 10h

Duração: 40 minutos

Local: Cine Teatro Edith Gaertner/Fundação Cultual de Blumenau

Sinopse: O espetáculo tem no elenco os alunos do curso de teatro ministrado pela Companhia Arteatroz e é dividido em duas partes: “Ozônio” – trata-se de uma comédia de ficção em que um grupo de teatro é contratado para representar um roteiro escrito por um diretor mal intencionado no qual narra os primeiros contatos dos colonos imigrantes com Blumenau (com a turma de alunos do curso de teatro das quartas-feiras vespertino); e “Clássicos do Teatro” – a peça mostra quatro cenas de textos considerados clássicos do teatro, são elas: “Romeu e Julieta” e “MacBeth”, de William Shakespeare; “Esperando Godot”, de Samuel Becket; e “Pluft – O Fantasminha”, de Maria Clara Machado (com os alunos do curso de teatro de quintas-feiras noturno).

5 de maio, domingo 

Espetáculo: Fritz Müller no Vale das Descobertas – Cia. Macadame (Blumenau/SC)

Autoria: Priscila Gilinski e Rafael Leandro

Direção: Priscila Gilinski e Rafael Leandro

Faixa Etária: Livre

Horário: 14h30

Duração: 18 minutos

Local: Cine Teatro Edith Gaertner

Sinopse: O espetáculo conta a história de amizade do naturalista e pesquisador Fritz Müller e o índio Xokleng Lino. Vivem uma aventura na floresta em busca de uma borboleta rara e contam com a ajuda da serelepe capivara Piva, com participação do vaga-lume e do Sr. Caranguejo.

6 de maio, segunda-feira  

Espetáculo: Rosas Vs Cravos – A Crista

Autoria: adaptação de texto Amanda Mucke e Gabriele R. C. Nascimento

Direção: Tábata Aparecida Ferreira Reis

Faixa Etária: A partir de 10 anos

Horário: 10h30

Duração: 10 minutos

Local: Cine Teatro Edith Gaertner

Sinopse: presa por intolerância religiosa, Helena é a protagonista de uma história narrada por Tereza, uma das presidiárias responsáveis pela limpeza das áreas comuns do presídio. Tereza envolvida com a condição e a história de Helena sente-se na obrigação de ajudá-la em meio aquele regime militar. O drama ilustra uma partícula sobre a oposição e resistência ao regime militar do Brasil da década de 1960.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>